O poder das joias afetivas

De uns tempos pra cá, vivemos um momento em que a diversidade é cada vez mais aceita e respeitada, e até mesmo a moda está mais livre, trazendo mais opções de roupas, adereços e tendências ao invés de impor peças e padrões.

Hoje não queremos mais ser iguais, pois sabemos que podemos ser diferentes. Nesse cenário mais livre e cheio de possibilidades, é cada vez maior o espaço para que as mulheres sejam autênticas e expressem sua personalidade em seu estilo, seja ele qual for. E não há nada mais feminino e elegante do que usar as joias como expressão de sua história e de sua alma não é?

É isso que fazem as joias afetivas: representam momentos únicos e especiais, permitindo que você sempre carregue o melhor de sua vida em forma de joia.

O pezinho de seu bebê, o berloque com a primeira caligrafia da sua filha, um anel com o nome do seu grande amor, um pingente com aquele desenho feito por mãozinhas queridas que você não quer que o tempo apague.

 

Mais do que isso: o passado é cada vez mais lembrado na cultura contemporânea. E os acessórios que passam de geração para geração estão em alta já há algum tempo. Quem não guarda com afeto aquele par de brincos de pérolas que foi da avó, um “chuveirinho” que ganhou aos 15 anos, a gargantilha da juventude ou a correntinha que a mãe ostentou os clássicos berloques?

 

Vista-se de você! Esteja sempre in, pois ter personalidade nunca sai de moda.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *