PRECIOUS BRAZIL_post blog

PRECIOUS BRAZIL_post blog

O Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (IBGM) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), acaba de apresentar em primeira mão para as empresas de gemas que fazem parte do projeto setorial Precious Brazil o novo Posicionamento Estratégico das Gemas Brasileiras no Exterior, trabalho que visa traduzir o valor da matéria-prima nacional agregando princípios que somente são adquiridos com o tempo e a experiência.

O conceito obtido através do desenvolvimento das agências mineiras Zagaia Comunicação e Hardy Design reflete a expertise do Brasil e de seus mestres em dar vida e forma a pedras. As gemas são selecionadas por sua essência e transformadas até chegar ao estado de excelência para serem apresentadas no mercado internacional. Logo, os pedristas brasileiros ganham destaque por sua sabedoria ao identificar a vocação de suas matérias-primas. Esse conhecimento único é a proposta de branding a ser seguida no exterior pelas marcas que fazem parte da Precious Brazil.

Apoiadas pelo projeto, 34 empresas brasileiras, entre elas ArtOuro & Gemas, participarão do lançamento oficial do Posicionamento Estratégico das Gemas Brasileiras no Exterior na Hong Kong Jewellery & Gem Fair, uma das principais feiras do setor na Ásia, que acontecerá entre os dias 13 e 19 de setembro.PRECIOUS BRAZIL_post blogFonte: Apex-Brasil

O mercado mundial de joias tem crescido a cada ano. Segundo relatório da McKinsey Global Institute, a expectativa é que ele cresça até 6% nos próximos anos e que as vendas anuais desse setor cheguem a US$250 bilhões/ano até 2020.

Atualmente, o mercado americano é responsável por 43% do volume das exportações das empresas participantes do projeto Precious Brazil, que, em 2016, exportaram mais 51 milhões de dólares para os Estados Unidos. O Brasil é responsável por 0,14% da exportação mundial, ocupando a 34ª posição no ranking mundial. Estados Unidos, Argentina, Chile, França e Colômbia são os maiores importadores brasileiros nesse mercado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *