Banner_10

A história de Minas Gerais tem início com a procura pelas riquezas minerais no Estado. Os registros das primeiras descobertas de gemas no Estado de Minas Gerais datam de 1554, quando ocorreram as primeiras Entradas e Bandeiras que percorreram o interior do Brasil em busca de ouro e outras riquezas. Hoje o Estado é conhecido internacionalmente pelo subsolo rico em minerais e amostras raras para coleção, sendo o principal produtor de ouro, gemas coradas e diamante.

 

Mesmo depois de tantos anos de exploração, ainda há solos ricos em pedras preciosas em Minas Gerais. Quem vive em Minas até não se dá conta, mas está pisando em um dos solos mais ricos do país.

 

Minas Gerais é o maior produtor de pedras preciosas do país, segundo o Departamento Nacional de Produção Mineral. Os principais polos mineradores são os municípios de Ouro Preto, Itabira, Nova Era, Guanhães, Governador Valadares, Teófilo Otoni, Araçuaí, Turmalina, Malacacheta, Corinto e Diamantina.

 

 

Além do ouro, as principais gemas preciosas encontradas no Estado são a esmeralda, a água-marinha, diamante, turmalina, alexandrita (figura 1), crisoberilo (figura 2), morganita, heliodoro (figura 3), olho-de-gato (figura 4), kunzita, andaluzita (figura 5), granada, ametista (figura 6) e citrino (figura 7). O Estado ainda tem a produção de gemas exclusivas encontradas na região, como o topázio imperial, que tem sua extração no município de Ouro Preto.

 

Imagem relacionada

Resultado de imagem para amethyst

 

Já escolheu sua preciosidade favorita? Aproveite e confira em nossa loja virtual lindas peças com algumas dessas riquezas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *